• Estefânia Barsante

Em 2022: você não precisa somente planejar, você precisa lembrar de você!


Em 1996, ainda no colégio, eu comprei uma agenda de 1997 e na capa tinha escrito “Don’t Worry, Be Happy”. Lembro como se fosse ontem, eu saindo da papelaria, segurando aquela agenda pesada nas mãos, com a sensação que tudo estava resolvido e que o próximo ano iria ser produtivo, animado e sorridente.


Eu nem sei como foi 97. Teria que voltar nas fotos e espremer a memória. Mas nunca esqueci da Estefânia carregando aquela agenda e experimentando na prática o que Mario Quintana chama de “o truque do calendário”.


O truque do calendário é aquela coisa mágica que acontece na noite entre 31/dez e 1/jan. A verdade é que essa é uma noite como qualquer outra, mas para cada um de nós, significa uma “virada de página”, um reset, um pico de animação e de otimismo únicos.


Todo ano isso acontece - e vai continuar acontecendo, porque funcionamos em ciclos e isso é ótimo - mas eu sinto que a virada de 2021 vai ser ainda mais poderosa nesse sentido. Porque fazem quase 2 anos que estamos vivendo a mesma vida. E com o aumento das vacinações, a queda dos casos de Covid e os espaços - e países - reabrindo, estamos começando a ver uma luz no fim do túnel.


E para fazer essa travessia, de um ano para o outro e chegar nesse novo momento que é 2022, é preciso enfrentar os perigos que alimentamos até aqui. O principal deles: o piloto automático.


Viver o “dia da marmota” durante esses últimos dois anos - para quem não sabe, esse é um filme em que o personagem vive o mesmo dia em looping infinito - nos levou para um lugar de estagnação, de não-ação.


Não sair de casa, não encontrar pessoas, não realizar nossos planos. A melhor coisa que podíamos fazer para lidar com a pandemia era não fazer nada.


Mas sair deste piloto-automático não é uma tarefa confortável. Muito pelo contrário, é importante que você saiba que vai doer. Uma dor parecida com mexer o pé que ficou dormente depois de você ficar sentada na mesma posição por muito tempo. Vai mexendo, vai doendo, mas você continua mexendo. É libertador e dolorido ao mesmo tempo. Mas passa, e passa rápido.


Porque o futuro está na sua frente, te esperando para viver.


Agora é o momento que temos que reaprender a nos mover, tirar as teias de aranha. E cuidado para não ir para o outro extremo de euforia, fissura e pressão de “ir atrás do tempo perdido”. De tentar fazer tudo ao mesmo tempo. Respira, viu?


Nesse tempo que fiquei em casa, percebi que a pandemia gerou impacto profundo em mim, e tenho certeza que você também. Perdi entes queridos, e isso me fez refletir muito sobre a importância da vida e o que quero daqui para frente. Me conectei com pessoas ao redor do mundo, e percebi que criar amizades como adulta é possível e uma delícia. Revi planos, joguei vários no lixo e comecei a fazer coisas que nunca imaginaria, e por aí vai. Foram muitas mudanças internas - e agora externas.


E por causa de todas essas mudanças, de todo esse tempo “de molho” na vida, eu resolvi realizar uma aula aberta - é gratuita hein! - sobre planejamento e autoconhecimento. Uma aula que vai te ajudar a olhar para a sua vida, entender o que você quer deixar, o que quer mudar, onde quer chegar e reestruturar os seus objetivos.


Essa aula vai desembolar o que foi 2020/2021 pra você e eu vou ser uma mão amiga que vai te ajudar a sair da ressaca da não-ação e gerar movimento. Tudo isso focando em um planejamento que tenha a ver com o seu perfil e o seu estilo de vida.


Chega de planejamentos que não te levam a lugar nenhum.

Agora é hora de usar o “truque do calendário” com estratégia e abrir caminho para os seus sonhos e metas. Vamos juntas?


Clique aqui e garanta sua vaga nessa super aula que acontecerá dia 06.11 às 14h (horário de Brasília) ou 10am (horário da Califórnia).


Te espero lá! :)


**Photo by Kyle Glenn on Unsplash

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo